quarta-feira, 4 de maio de 2011

Terra - "Nosso pequeno Universo..."


Dados básicos:
  • Distância média do Sol: 149,6 milhões de km
  • Diâmetro: 12.756 km
  • Variação da temperatura na superfície: -50ºC – 58°C
  • Rotação: 1 dia
  • Translação: 365 dias
  • Satélites: 1 (Lua)
      O princípio:

Tudo começou a 4,6 bilhões de anos, com uma nuvem de gás e poeira. O Sistema Solar se formava... E só o tempo revelaria que ali seria o berço da vida como conhecemos.


O Sol, os planetas e tudo que existe no Sistema Solar originaram-se a partir de nuvens de gás e poeira cósmica, m torno das quais foram agregando-se, com o tempo, materiais sólidos vindos de choques e fragmentos de rocha cada vez maiores. O mesmo processo foi responsável pela formação da Terra.
Uma combinação de elementos químicos teria gerado um intenso calor, fazendo da Terra uma enorme massa esférica pastosa. Os materiais mais densos, ricos em ferro e níquel, foram empurrados em direção ao núcleo da Terra pela gravidade. Os menos densos chegaram à superfície e cristalizaram-se, formando a primeira crosta terrestre, acima de outra camada mais densa, chamada de manto.


Durante o processo de resfriamento dessa esfera incandescente, gases e vapores eram jogados para a atmosfera. Além disso, durante 500 milhões de anos, todos os novos componentes do Sistema Solar foram intensamente bombardeados por cometas e asteróides.
Com a abundância de vapor d’água, em razão dos fatores apresentados acima, provocou sua condensação, e chuvas ininterruptas formaram lagos, mares e um oceano, que envolvia a terra firme. A presença de água em estado líquido foi fundamental para o surgimento da vida na Terra.

Terra e suas camadas:


O planeta Terra apresenta 4 camadas principais, que são:
·        Atmosfera: é uma camada relativamente fina de gases e material particulado (aerossóis) que envolve a Terra. Esta camada é essencial para a vida e o funcionamento ordenado dos processos físicos e biológicos sobre a Terra. A atmosfera protege os organismos da exposição a níveis arriscados de radiação ultravioleta, contém os gases necessários para os processos vitais de respiração celular e fotossíntese e fornece a água necessária para a vida.
·        Crosta terrestre ou litosfera: é a parte mais superficial. Basicamente é formada por composição de granito nos continentes e basalto nos oceanos. Essa camada é onde a vida se desenvolve, e sua espessura é de 5 a 70 km.
·        Manto: é formado por minerais, como o silício, ferro e magnésio, sua temperatura varia de 100° Celsius a 3500°Celsius, e a profundidade pode variar conforme a localização: oceano ou continente (30 km a 2900 km).
·        Núcleo: o núcleo corresponde a 1/3 da massa da Terra e contém basicamente elementos metálicos (ferro e níquel). É dividido em núcleo interno e externo, sendo que os dois possuem um raio de 1250 km, e as temperaturas são altíssimas (5000°C).

“A Terra é azul.”:
                 
A célebre frase foi pronunciada em 12 de abril de 1961 pelo cosmonauta soviético Yuri Gagarin, o primeiro homem a observar a Terra do espaço. O aspecto azulado deve-se ao fato de mais de 70% de sua superfície ser recoberta por água. Dentro da combinação de fatores responsáveis pela ocorrência de vida no planeta, destaca-se a presença abundante deste elemento em estado líquido, fato, até onde se sabe, único no Sistema Solar.


Vida e sua evolução: 

Como já vimos à água em estado líquido é um grande fator que tornou possível o surgimento de vida na Terra. Porém não único. os principais fatores além da presença de água líquida são:
1)      A localização da Terra na órbita solar. Se estivéssemos mais próximos ou mais distantes seria impossível a formação de água em estado líquido.
2)      A presença de uma atmosfera, que controla a manutenção da temperatura terrestre, nos protegendo dos raios solares. O efeito estufa é de essencial importância para vida.
3)      A Terra apresenta energia interna suficiente para gerar diversas atividades geológicas, fundamentais para renovação dos elementos que compõem sua superfície.
4)      A presença dos “ingredientes” para vida, provavelmente oriundos de um cometa que atingiu o planeta.

A primeira forma de vida na Terra teria surgido num passado muito remoto – segundo os cientistas, há cerca de 3,6 bilhões de anos – a partir de uma combinação de elementos do ácido desoxirribonucléico (DNA), chamado molécula da vida. Os primeiros seres vivos desenvolveram-se no oceano primitivo, porque só ali existiam condições especiais para o desenvolvimento do DNA.
A vida evoluiu e está evoluindo por longo desses 3,6 milhões de anos, nós surgimos e interagimos com a criação, desenvolvendo-a. O futuro... pra que pensar no futuro!? Vamos apreciar esse maravilhoso planeta e continuar evoluindo com ele! Nosso lar! A Terra...


“A natureza é primorosamente ajustada para a possibilidade de vida no planeta Terra: se a força gravitacional fosse reduzida ou aumentada em 1%, o Universo não se formaria; por uma minúscula alteração na força eletromagnética, as moléculas orgânicas não se uniriam. Parece que o 'Universo sabia que estávamos chegando'. O Universo não se assemelha a um lance de dados aleatório. Parece pura e simplesmente proposital.”
 Freeman Dyson – Físico-Matemático inglês


Fontes: Atlas do Universo; UFPR; e Brasil Escola

3 comentários:

  1. Francisco Ferreira Pires presidente do clube de astronomia de Baturité achei o blog excelente e muito educativo no conhecimento do universo pois é no conhecimento na exploração cientifica e analitica que se fundamenta a educação e a cultura de um povo. emai piresarquiteto@hotmail.com blog www.clubeastronomiabaturite.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário, e parábens pelo CAB tmb!

    ResponderExcluir
  3. Clube de Astronomia de Baturité nosso novo e-mail para contato pirestecnicoedificacao@hotmail.com nossa sede fica na travessa Francisco Mesquita Pinheiro 651 Baturite Ceará CEP 62760-000 e gostaria de receber filmes sobre o universo para o nosso cinema na praça

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

10 anos 10th IMAA ABC da Astronomia Adonai Lopes Água Alinhamento anã fria andrômeda Antimatéria Asteroid day Asteroides Astrobiologia Astrofísica Astronauta Astronáutica Astronomia Astronomia na Praça Atmosfera Bibliografias Big Bang bolha Brasil Buraco Negro C.E.C Calendários calourada Caravana da Ciência e Cidadania Carl Sagan Caronte CARONTE 2016 Caronte no 10th IMAA Cassini Cataclismos Centro Educacional Caminhar CERN céu cfc China chuva Ciência Cinturão de Kuiper Clube Caronte Cometa Cometas competição Constelações Corpos Extrasolares Cosmologia Curiosidades Curiosity descoberta Divulgação Eclipse Eclipse Lunar efeitos Efeméredes Einstein Elias Cloy Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica Eratóstenes ESA ESO espaço estrela Estrelas Eventos Exoplanetas Exploração Espacial Extensão Fenômenos Naturais Fim do Universo Física Moderna Foguete Foguetes foto Fundação São José Gagarin Gagarin O Primeiro no Espaço | Filme Completo galaxia Galáxias garrafa pet Gigantes Vermelhas Grandes astrônomos Gravidade Grécia Greenglow História Astronômica IAU IFF IFFluminense Campus Itaperuna IMAA Imagens da Semana Índia Início dos trabalhos ISS Itaperuna IV Semana da Fundação Júpiter Kepler laranjada Lixo Espacial Louis Cruls Lua Maikon Vieira Mark Zuckerberg Marte Matéria e Energia Escura Matheus Vieira membros do clube Mercúrio Meteorologia Meteoros Missão Marte mistériio Mitologia Mitologia Indígena MOBFOG MOFOG mundo Nasa NASA publica a maior foto mundo!! Nely Bastos Nicolau Copérnico Nobel Notícias Notícias de Astronomia O projeto misterioso OBA objerto Observação celeste oficina Ondas Gravitacionais ONU Origem da Vida Pesquisas Públicas Planeta anão Planetas planetas habitáveis Plutão Poluição Luminosa Popularização da Ciência Premiação I Competição de Foguetes Caronte Premiação OBA 2016 Prof. Adriano Ferrarez Pulsar Quasar Radiotelescópios Relatividade robô Rodrigo de O. França Ron Evans Rússia Salvar a Humanidade Samanta Meireles Satélites Satélites Artificiais Saturno Sávio Andrade SERÁ QUE O SER HUMANO PODERÁ MESMO VIVER NO ESPAÇO? Sistema Solar Sol Sonda Sondas SpaceX Stephen Hawking superlua Telescópio Hubble Telescópios Tempestade Solar Terça dia 22/03/2016 Terra Universo Vênus Very Large Telescope (VLT) Via Láctea Viagem Interestelar Vida Extraterrestre Vídeos