sábado, 20 de setembro de 2014

Sonda Maven chegará à órbita de Marte na segunda !!


A sonda americana Maven chegará à órbita de Marte na madrugada da próxima segunda-feira (22) com a missão de descobrir o que levou o planeta a perder grande parte de sua atmosfera no passado, anunciou a Nasa nesta quarta-feira (17).

Após uma viagem de dez meses e 711 milhões de quilômetros, ao custo de US$ 671 milhões, Maven (Mars Atmsosphere and Volatile Evolution) entrará na órbita de Marte à 01H50 GMT de segunda-feira (22H50 Brasília de domingo), dia 22 de setembro.

"Até agora, o funcionamento da sonda e de seus instrumentos está bem", disse David Mitchell, do centro Goddard de voos espaciais da NASA e responsável pelo projeto Maven.

Uma vez na órbita provisória, começará um período de cinco semanas para a calibragem dos instrumentos da Maven.

Em seguida, a sonda entrará em uma órbita elíptica definitiva de quatro horas e meia, que lhe permitirá realizar observações de todas as latitudes e camadas da atmosfera superior de Marte, com altitude variável de 150 km a 6.000 km.

"A Missão Maven tratará de responder de onde veio toda a água que havia em Marte em um passado distante, assim como o dióxido de carbono (CO2)", disse Bruce Jakosky, da Universidade do Colorado e principal cientista do projeto.

"Estas são questões importantes para se compreender a história de Marte, de seu clima e da possibilidade de vida, ao menos de vida microbiana".

Maven conta com oito instrumentos, entre eles um espectrômetro de massas para determinar as estruturas moleculares dos gases atmosféricos, e um sensor SWEA (Solar Wind Electron Analyzer), que analisará o vento solar.

A sonda de 2,45 toneladas foi lançada em novembro de 2013 de Cabo Cañaveral, Flórida.

FONTE: UOL

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Por que a Lua tem Fases ?



Se você observar a Lua durante o decorrer de um mês, irá verificar que ela muda de forma com o passar dos dias. Ou, parece mudar. As formas que a lua assume enquanto está “mudando” de forma, são as chamadas “fases da Lua”.

Na verdade a Lua nunca muda. O que muda é apenas a porção que permanece iluminada pela luz do Sol e visível para nós. Como a Lua possui os movimentos de rotação e translação sincronizados nós sempre vemos a mesma face dela voltada para nós e só quando esta face está iluminada pelo Sol é que conseguimos vê-la.

As fases da Lua ocorrem porque ela não possui luz própria. Nós só a vemos quando ela é iluminada pelo Sol e reflete a luz dele. E, como a Lua está em órbita da Terra, durante alguns momentos dessa trajetória a face dela que permanece voltada para nós não recebe luz do sol, ficando totalmente no escuro. Conforme ela vai progredindo em sua órbita em torno da Terra, pouco a pouco sua face voltada para nós vai recebendo iluminação do Sol.


terça-feira, 9 de setembro de 2014

23 curiosidades super interessantes sobre o Universo

O Universo e a Astronomia são já de si fascinantes, mas entre grandes descobertas, imagens fantásticas e factos surpreendentes, existem pequenas curiosidades super interessantes para todos os entusiastas. Neste artigo reunimos as 23 curiosidades que achamos mais fantásticas para partilhar. Algumas são do conhecimento geral, como a 9ª, mas relembrar também é bom para o nosso conhecimento cientifico do que nos rodeia.



A Terra pesa 5 980 000 000 000 000 000 000 000 kg;

Se estás a tentar decorar o nome das estrelas, começa por esta: Torcularis Septentrionalis. Não a consegues pronunciar, mas também não consegues esquecer;

Um carro a 160km/h demoraria 221 000 milhões de anos a chegar ao centro da Via Láctea;

O Universo expande-se cerca de 1,6 biliões de km por hora;

Os astronautas não podem chorar. Não que seja lei, mas porque não existe gravidade para 
que as lágrimas possam escorrer;

As interferências nas televisões são provocadas pelas ondas do Big Bang no início do 
Universo;

A constelação do Cruzeiro do Sul tem 54 estrelas, das quais só consegues ver 5 à vista desarmada;

O maior vulcão conhecido situa-se em Marte, o Monte Olimpo, 3 vezes mais alto que o nosso Monte Evereste;

A Lua afasta-se da Terra cerca de 3cm por ano;

As estrelas anãs são tão densas, que um dado feito desse material pesaria tanto como um carro;

A estrela Eta Carinae emite cerca de 5 milhões de vezes mais energia que o Sol;

Todos os anos caem cerca de 150 toneladas de meteoritos e fragmentos na Terra. Trata-se de uma média de 410kg por dia;

Em 1846 foi anunciada a descoberta de uma 2ª lua em órbita da Terra. Mais recentemente, entre 1966 e 1969, foram anunciadas mais 10 luas. Todas acabaram por não se demonstrar verdadeiras;

As estrelas não cintilam. O que vemos, é a interferência da atmosfera terrestre na luz que chega até nós;

Planeta é uma palavra grega que significa viajante. Deram esse nome aos planetas pois estes se deslocavam em relação às estrelas “fixas”;

O Telescópio Espacial Hubble é capaz de fotografar os olhos de uma mosca a 13 700km de distância, teoria ainda não demonstrada devido à inexistência de moscas no espaço;

A ventania em Neptuno chega a atingir os 2 100km/h;

O impacto da alunagem da Apollo 12 fez com que a superfície lunar vibrasse durante 55 minutos;

Não conseguimos ver uma única estrela em tempo real, e a maioria vemos mesmo com milhares de anos de atraso. Até o nosso Sol demora 8 minutos e 20 segundos a chegar a nós, pelo que se explodisse, demoraríamos esses 8 minutos para nos apercebermos. E algumas estrelas que observamos no céu podem já não existir…

Já agora, 45% dos americanos desconhecem que o Sol é uma estrela;

O primeiro pé a pousar na Lua (de Neil Armstrong) calçava o número 41;

O buraco negro mais pequeno já descoberto, tem apenas 24km de diâmetro. Não te iludas: na verdade estes micro buracos negros exercem uma força de atracção muito mais forte 
que os grandes, ou seja, quanto mais pequenos, mais devastadores;

O teu corpo junto do buraco negro da curiosidade acima, seria transformado num simples fio de esparguete.

domingo, 7 de setembro de 2014

A fase da Lua influência no corte de cabelo?

Não há nenhuma comprovação científica para a influência da Lua na data do corte de cabelo. Isso é uma crença popular. A Lua influencia na agricultura (a luz dela pode modificar o crescimentos das plantas, a atividade dos insetos de voo noturno e no comportamento noturno de alguns animais e ect), nas marés e pode influenciar em lençóis freáticos. Essas são algumas das mais significativas que pude lembrar. No caso dos cabelos, a luz da Lua e a sua gravidade têm influência insignificante.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

10 anos 10th IMAA ABC da Astronomia Adonai Lopes Alinhamento anã fria andrômeda Antimatéria Asteroid day Asteroides Astrobiologia Astrofísica Astronauta Astronáutica Astronomia Astronomia na Praça Atmosfera Bibliografias Big Bang bolha Brasil Buraco Negro C.E.C Calendários calourada Caravana da Ciência e Cidadania Carl Sagan Caronte CARONTE 2016 Caronte no 10th IMAA Cassini Cataclismos Centro Educacional Caminhar CERN céu cfc China chuva Ciência Cinturão de Kuiper Clube Caronte Cometa Cometas competição Constelações Corpos Extrasolares Cosmologia Curiosidades Curiosity descoberta Divulgação Eclipse Eclipse Lunar efeitos Efeméredes Einstein Elias Cloy Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica Eratóstenes ESA ESO espaço estrela Estrelas Eventos Exoplanetas Exploração Espacial Extensão Fenômenos Naturais Fim do Universo Física Moderna Foguete Foguetes foto Gagarin Gagarin O Primeiro no Espaço | Filme Completo galaxia Galáxias garrafa pet Gigantes Vermelhas Grandes astrônomos Gravidade Grécia Greenglow História Astronômica IAU IFF IFFluminense Campus Itaperuna IMAA Imagens da Semana Índia Início dos trabalhos ISS Itaperuna Júpiter Kepler laranjada Lixo Espacial Louis Cruls Lua Maikon Vieira Mark Zuckerberg Marte Matéria e Energia Escura membros do clube Mercúrio Meteorologia Meteoros Missão Marte mistériio Mitologia Mitologia Indígena MOBFOG MOFOG mundo Nasa NASA publica a maior foto mundo!! Nely Bastos Nicolau Copérnico Nobel Notícias Notícias de Astronomia O projeto misterioso OBA objerto Observação celeste oficina Ondas Gravitacionais ONU Origem da Vida Pesquisas Públicas Planeta anão Planetas planetas habitáveis Plutão Poluição Luminosa Popularização da Ciência Premiação I Competição de Foguetes Caronte Premiação OBA 2016 Prof. Adriano Ferrarez Pulsar Quasar Radiotelescópios Relatividade robô Rodrigo de O. França Ron Evans Rússia Salvar a Humanidade Samanta Meireles Satélites Satélites Artificiais Saturno Sávio Andrade SERÁ QUE O SER HUMANO PODERÁ MESMO VIVER NO ESPAÇO? Sistema Solar Sol Sonda Sondas SpaceX Stephen Hawking superlua Telescópio Hubble Telescópios Tempestade Solar Terça dia 22/03/2016 Terra Universo Vênus Very Large Telescope (VLT) Via Láctea Viagem Interestelar Vida Extraterrestre Vídeos