quinta-feira, 29 de maio de 2014

Cientistas conseguem levar sinal de internet à Lua !

Experimento feito por pesquisadores na NASA e o MIT usou quatro telescópios alimentados por transmissores a laser




RIO — Problemas com sinal Wi-Fi fraco? Que tal então usar a a Lua para resolver a questão? Pois cientistas da Nasa e do MIT comprovaram que é plenamente possível transmitir sinais de internet sem fio pelos 238.900 milhas que separam a Terra e o seu satélite natural. Teoricamente, a conclusão significa que astronautas poderiam, no futuro, postar selfies lunares mais rápidos do que fazemos em nossas casas.


A descoberta será apresentada em 9 de junho, em uma conferência na Califórnia. Para demonstrar que a internet pode ser levada até a Lua, os pesquisadores usaram quatro telescópios separados, instalados no Novo México, para enviar um sinal a um receptor montado em um satélite na órbita lunar. Cada telescópio de cerca de 6 cm de diâmetro foi alimentado por um transmissor laser, capaz de transmitir a informação por impulsos codificados de luz infravermelha.


Como a nossa atmosfera dobra o sinal à medida que ele viaja para a Lua, os telescópios tiveram que transmitir os impulsos de luz por diferentes colunas de ar, para aumentar as chances de que ao menos um dos raios chegasse ao receptor na Lua, o que, de fato, aconteceu.


E se engana quem pensa que a qualidade do sinal que chegou à Lua não era boa. Os pesquisadores conseguiram enviar informações a uma taxa de 19,44 megabits por segundo, podendo realizar downloads na superfície lunar a uma taxa colossal de 622 megabits por segundo — quatro vezes mais rápido que as atuais velocidades de transmissão de rádio.


FONTE: http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/cientistas-conseguem-levar-sinal-de-internet-lua-12640382




quarta-feira, 28 de maio de 2014

O mais incrível dos meteoritos !




Acredita-se que o meteorito Fukang tenha caído na Terra há 4,5 bilhões de anos, e é tão antigo quanto o planeta. Foi descoberto perto de uma cidade chinesa com o mesmo nome por um explorador anônimo, em 2000.


É uma palasita, um tipo de meteorito com cristais dourados translúcidos de um mineral chamado olivina incorporado em uma espécie de favo de mel prateado e composto de níquel-ferro. É um meteorito lindo, e, possivelmente, a rocha espacial mais impressionante já vista.


O meteorito original tinha pouco mais de uma tonelada, mas era tão brilhante que todo mundo queria um pedaço dele. Desde então, ele foi dividido em dezenas de fatias finas que foram leiloadas ou distribuídas ao redor do mundo.






Uma amostra de 31 kg está em um depósito na Universidade do Arizona, EUA. Marvin Kilgore detém a maior parcela da rocha: 420 kg.


Palasitas são compostas por cerca de 50% de olivina e 50% de níquel-ferro, e pensa-se que sejam as relíquias da formação de planetas. São extremamente raros, e representam menos de 1% de todos os meteoritos encontrados na Terra. Eles se formaram dentro de meteoros durante a formação do sistema solar há 4,5 bilhões de anos.


FONTE: http://www.misteriosdoespaco.com/2014/03/conheca-o-mais-incrivel-meteorito.html

domingo, 25 de maio de 2014

10 estranhos e surpreendentes fatos astronômicos



01. Nós vemos apenas 5% da matéria no Universo. O resto é composto de matéria invisível (chamada matéria escura) e uma misteriosa forma de energia conhecida como energia escura.


02. Estrelas de nêutrons são tão densas que uma colher de sopa de matéria delas pesa 100 milhões de toneladas.


03. Galileo Galilei é muitas vezes incorretamente creditado como o inventor do telescópio. Em vez disso, os historiadores agora acreditam que o inventor foi o holandês Johannes Lippershey. Galileu foi, no entanto, provavelmente, o primeiro a usar o dispositivo para estudar os céus.


04. Os buracos negros são tão densos e produzem uma gravidade tão intensa que nem a luz consegue escapar. No entanto, parte da matéria que os buracos negros engolem são devolvidas em forma de radiação, a chamada radiação Hawking. E sim, os buracos negros, ao longo de bilhões ou trilhões de anos, podem evaporar, teoricamente.


05. A luz das estrelas e galáxias distantes leva tanto tempo para chegar até nós que estamos na verdade vendo esses objetos como eles eram milhares ou mesmo milhões de anos atrás. Por exemplo, uma civilização avançada localizada a 100 milhões de anos-luz que apontasse um telescópio para a Terra visualizaria os dinossauros prosperando!


06. A Nebulosa do Caranguejo foi produzida por uma explosão de supernova no ano de 1054. Os astrônomos chineses e árabes na época observaram que a explosão foi tão brilhante que era visível durante o dia, e iluminou o céu noturno durante meses.


07. Estrelas cadentes são geralmente apenas pequenas partículas de poeira que caem na nossa atmosfera. Cometas às vezes passam pela órbita da Terra, e o calor do Sol dissocia as moléculas que constituem o corpo gelado, criando sua característica cauda.


08. O Sol produz tanta energia que a cada segundo o núcleo libera o equivalente a 100 bilhões de bombas nucleares.


09. Embora Mercúrio seja o planeta mais próximo do Sol, as temperaturas podem chegar a -280 graus F. Por que? Uma vez que Mercúrio praticamente não tem atmosfera, não há nada para reter o calor próximo à superfície. Então, o lado escuro de Mercúrio é muito frio.


10. Vênus é consideravelmente mais quente do que Mercúrio, embora esteja mais longe do sol. Sua espessa atmosfera repleta de gases de efeito estufa criam um ambiente absolutamente infernal.



FONTE: http://www.scienceblux.com.br/2014/05/10-estranhos-e-surpreendentes-fatos.html

sábado, 24 de maio de 2014

Imagens do Hubble mostram que a grande mancha vermelha de Júpiter está encolhendo !


A marca registrada de Júpiter, uma grande mancha vermelha maior que a Terra, está encolhendo, mostra as imagens do telescópio espacial HUBBLE.

A chamada Grande Mancha Vermelha é, na realidade, uma violenta tempestade, que no fim dos anos 1880 teve seu tamanho estimado em cerca de 40.000 quilômetros de diâmetro, grande o suficiente para acomodar três Terras lado a lado.

Em 1979, a sonda espacial Voyager, da Nasa, detectou que a mancha tinha diminuído para cerca de 22.500 quilômetros de diâmetro. Agora, novas imagens tiradas pelo Hubble na órbita da Terra mostram que a mancha ganhou um formato mais circular e mede pouco menos de 16.100 quilômetros de diâmetro.

Os cientistas não sabem ao certo por que a Grande Mancha Vermelha está encolhendo. "É visível que redemoinhos minúsculos estão se juntando à tempestade. Eles podem ser responsáveis pela mudança acelerada ao alterar a dinâmica interna (da tempestade)", disse Amy Simon, astrônoma do Centro de Voo Espacial Goddard, da Nasa, em comunicado. Amy e seus colegas planejam levar adiante estudos para desvendar o que está acontecendo na atmosfera de Júpiter.

Diâmetro da mancha, marca registrada do planeta, diminuiu de 22.500 para 16.100 quilômetros, em 35 anos.

FONTE: http://br.newshub.org/imagens_do_hubble_mostram_que_mancha_vermelha_de_j%C3%BApiter_est%C3%A1_encolhendo_808358.html

domingo, 18 de maio de 2014

Porque a Lua demora mais para surgir no céu a cada dia ?




Todos os dias, a lua nasce no leste e se põe no oeste, assim como o sol e outras estrelas, e pelo mesmo motivo: enquanto a Terra está em rotação em seu eixo, ela puxa objetos celestiais, e depois os afasta novamente. A lua faz uma viagem em torno do planeta a cada 29,5 dias. No céu, este movimento é para o leste, mas isso não é observável. Porém, este é o motivo pelo qual a lua nasce aproximadamente 50 minutos mais tarde a cada dia, e também por que às vezes a lua aparece durante o dia.





Fonte: http://hypescience.com/10-fatos-incriveis-sobre-a-lua/

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Sol a grande fonte de energia



Essa é nossa grande fonte de energia, o Sol. Em 30 dias esse gigante consegue produzir mais energia do que a humanidade já utilizou em toda vida. 

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Lua no seu ápice total !

Hoje foi seu dia, com a iluminação 100% a Lua ilumina a madrugada de hoje.

terça-feira, 13 de maio de 2014

Calendário Lunar

Fique por dentro !

segunda-feira, 12 de maio de 2014





Quem nunca parou para olhar o céu ? Pois então, se você gosta de observar o céu e não tem muitas oportunidades de fazer isso, amanhã 13/05/2014, nós, do Clube de Astronomia do Noroeste Fluminense, estaremos realizando uma OBSERVAÇÃO aberta a todo o público.
A observação será realizada no Instituto Federal Fluminense - IFF - Campus Itaperuna, BR 356 Km 3 Itaperuna RJ, a partir das 19:40h.

Dia 14 de Maio - Lua Cheia. A lua estará em frente a Terra e do Sol e será totalmente iluminado visto da Terra.
Esta Fase ocorrerá às 19:16 UTC 

domingo, 11 de maio de 2014

Se você realmente gosta de Astronomia vai gostar desses enfeites.
Faça o seu também, você só vai precisar de:

- Uma garrafa transparente
- Corante
- Água 
- Algodão
- Purpurina 

E um pouquinho de imaginação.

Por que as Luas se formam ?


As luas se formam nos primeiros estágios da vida de um planeta, quando rochas que viajam pelo espaço podem tanto colidir contra ele e lançar restos de volta ao espaço quanto serem atraídas por seu campo gravitacional. As rochas e poeira são gradualmente modeladas em um formato esférico pela gravidade de seu seu planeta hospedeiro até virarem luas. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

10 anos 10th IMAA ABC da Astronomia Adonai Lopes Água Alinhamento anã fria andrômeda Antimatéria Asteroid day Asteroides Astrobiologia Astrofísica Astronauta Astronáutica Astronomia Astronomia na Praça Atmosfera Bibliografias Big Bang bolha Brasil Buraco Negro C.E.C Calendários calourada Caravana da Ciência e Cidadania Carl Sagan Caronte CARONTE 2016 Caronte no 10th IMAA Cassini Cataclismos Centro Educacional Caminhar CERN céu cfc China chuva Ciência Cinturão de Kuiper Clube Caronte Cometa Cometas competição Constelações Corpos Extrasolares Cosmologia Curiosidades Curiosity descoberta Divulgação Eclipse Eclipse Lunar efeitos Efeméredes Einstein Elias Cloy Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica Eratóstenes ESA ESO espaço estrela Estrelas Eventos Exoplanetas Exploração Espacial Extensão Fenômenos Naturais Fim do Universo Física Moderna Foguete Foguetes foto Fundação São José Gagarin Gagarin O Primeiro no Espaço | Filme Completo galaxia Galáxias garrafa pet Gigantes Vermelhas Grandes astrônomos Gravidade Grécia Greenglow História Astronômica IAU IFF IFFluminense Campus Itaperuna IMAA Imagens da Semana Índia Início dos trabalhos ISS Itaperuna IV Semana da Fundação Júpiter Kepler laranjada Lixo Espacial Louis Cruls Lua Maikon Vieira Mark Zuckerberg Marte Matéria e Energia Escura Matheus Vieira membros do clube Mercúrio Meteorologia Meteoros Missão Marte mistériio Mitologia Mitologia Indígena MOBFOG MOFOG mundo Nasa NASA publica a maior foto mundo!! Nely Bastos Nicolau Copérnico Nobel Notícias Notícias de Astronomia O projeto misterioso OBA objerto Observação celeste oficina Ondas Gravitacionais ONU Origem da Vida Pesquisas Públicas Planeta anão Planetas planetas habitáveis Plutão Poluição Luminosa Popularização da Ciência Premiação I Competição de Foguetes Caronte Premiação OBA 2016 Prof. Adriano Ferrarez Pulsar Quasar Radiotelescópios Relatividade robô Rodrigo de O. França Ron Evans Rússia Salvar a Humanidade Samanta Meireles Satélites Satélites Artificiais Saturno Sávio Andrade SERÁ QUE O SER HUMANO PODERÁ MESMO VIVER NO ESPAÇO? Sistema Solar Sol Sonda Sondas SpaceX Stephen Hawking superlua Telescópio Hubble Telescópios Tempestade Solar Terça dia 22/03/2016 Terra Universo Vênus Very Large Telescope (VLT) Via Láctea Viagem Interestelar Vida Extraterrestre Vídeos